Home » Artigos » Reminiscências Quilombolas

Reminiscências Quilombolas

Rei do Quilombo do Ambrósio morreu em 1759.

O pesquisador Tarcísio José Martins identificou no  Memória Digital da UnB,  mais dois documentos importantíssimos que cimentam as teses anteriores de que:  1) a Primeira Povoação do Ambrósio, que ficava em Formiga-Cristais, foi o Quilombo atacado em 1746; 2)  e que o Rei do Quilombo do ambrósio foi morto no ataque aos quilombos do alto Paranaíba e Triângulo Mineiro, em 1759. O Projeto Memória ...

Leia Mais »

Os Sertões do Jacuhy

Muitas coisas vêm sendo escritas e publicadas sobre os “Sertões do Jacuhy”. Muitos pesquisadores, historiadores e professores de História têm se utilizado desta referência em seus trabalhos. Mas há também contradições, divergências e até certa perplexidade quando se trata de definir-lhe o “perfil”.

Leia Mais »

REMINISCÊNCIAS DE QUILOMBOS. Conceito Jurídico

  O § 5º do artigo 216 da Constituição Federal estabeleceu que “Ficam tombados todos os documentos e os sítios detentores de reminiscências históricas dos antigos quilombos”. Reminiscência é memória; no caso, mais que memória oral, é também memória física (documental e/ou arqueológica).  

Leia Mais »

Fontes de Identificação

Posto o direito objetivo constitucional e legal sobre a questão, salvo melhor interpretação, entendo que os locais de quilombo, para efeitos do tombamento previsto no § 5º do artigo 216 da Constituição Federal, podem ser identificados, localizados e evidenciados por:

Leia Mais »

Quilombo do Ribeirão de Santo Antônio.

Os primórdios de muitas cidades de Minas revelam que, antes do primeiro sesmeiro, a região era habitada por quilombolas. Um bom exemplo disto é o Quilombo do Ribeirão de Santo Antônio que deu lugar a uma sesmaria com o mesmo nome e que hoje tem em seu centro o município de Moema, adentrando aos territórios dos atuais municípios de Santo ...

Leia Mais »