Home » Protetores do Quilombo » Protetores » Celso Falabella de Figueiredo Castro

Celso Falabella de Figueiredo Castro

Celso Falabella de Figueiredo Castro, administrador de empresas, sindicalista patronal, historiador, desenhista e maçom, brasileiro, filho de Eurico Figueiredo Castro e de dona Maria Falabella de Castro, nascido em 17 de dezembro de 1914 na cidade de Mar de Espanha – MG, casado em 07 julho de 1942 com dona Zuleika Simonetti Bahiense, quatro filhos. Curso Normal, na Escola Normal de Mar de Espanha, 1933. Curso da ADESG – Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra, turma de 1966, matricula nº 165, Delegacia de Minas Gerais.

Administrador de Empresas

Fez carreira na Empresa Companhia de Seguros Minas Brasil, no período de 1939 a 1998, ocupando os seguintes cargos, funções e atribuições:

* Inspetor no Triângulo Mineiro e em Goiás;  

* Supervisor do Norte, sediado em Recife;

* Supervisor do Sul, com sede em São Paulo;

* Gerente da Sucursal de Porto Alegre;

* Gerente da Sucursal de Minas Gerais;

* Superintendente da Sucursal do Rio de Janeiro;

* Diretor na Casa matriz, Belo Horizonte;

* Membro efetivo do Conselho de Administração.

Sindicalista Classe Patronal

Presidente do Sindicato das Empresas de Seguros Privados e Capitalização no Estado de Minas Gerais, em cujo mandato o órgão patronal classista adquiriu sua primeira sede, nela realizando dentre muitos eventos, o primeiro curso para Formação de Corretores de Seguros em Minas Gerais.

Foi também,  durante 12 anos, Diretor da Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados no Rio de Janeiro. Pelo mesmo período, membro do Conselho de Representantes da FENASEG. Participou das Conferências Brasileiras de Seguros realizadas no Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Recife e Belo Horizonte.

* Semana do Comércio Exterior, FIEMG, Belo Horizonte, 1966;

* LIGA DE DEFESA NACIONAL (Semana da Pátria), 1978, como cooperador;

Literato e Historiador

Sócio efetivo do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais desde 1960, tendo ocupado os cargos de Tesoureiro, Vice-presidente e Presidente, 6 de março de 1972 a 1994. Presidente emérito do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais. Foi Conselheiro das ordens das Medalhas da Inconfidência e Santos Dumont. No exercício da presidência do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais realizou os seguintes eventos:

* Solenidade para reverenciar a memória de Tiradentes no bicentenário de sua morte.

* Ciclos de estudos sobre a Revolução Liberal de 1842, quando do transcurso de seu Sesquicentenário: Belo Horizonte; Sabará, Esmeraldas, Lagoa Santa, Barbacena e Serro. Ditas solenidades foram oficializadas pelo Governo do Estado;

* Ciclos de estudos sobre República, Monarquia, Presidencialismo e Parlamentarismo;

* Sessão solene em 26 de setembro de 1992 para homenagear a memória de Assis Chateaubriand, no centenário de seu nascimento;

* Rememoração do centenário de Demerval José Pimenta, oficializada pelo Governador do Estado;

* IX Fórum Jurídico de Seguros, Ouro Preto, 17 a 19/09/98;

* Presidente do grupo do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais que participou do I Encontro Mineiro-Minhoto, realizado no Campus de Azurém, da Universidade do Min, em Guimarães, Portugal, entre 20 a 22 de outubro de 1998.

* Curso Panorâmico da História da Cidade do Rio de Janeiro, no Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, de 16 de setembro a 18 de novembro de 1964;

* Filatelista especializado em emissões da VARIG, tendo conseguido medalhas de ouro e de ”vermeil” nas exposições a que \compareceu. Medalhista, filiado à Sociedade Numismática Brasileira.

* XV Congresso Internacional de Linguística e Filologia Romana, 1977;

* Festejos do Sesquicentenário do nascimento de D. Pedro II, durante a visita realizada ao Museu de Petrópolis, 1975;

* Integrante das Comissões do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais para comemorar: O centenário de João Pinheiro da Silva, 1960;

* 250 anos de Minas Novas, 1980;

* Conferencista no ciclo de estudos sobre as vilas de Ouro em Mina 1980;

* Idem, no ciclo de estudos sobre Zona da Mata realizado em Belo Horizonte, 1989;

* Idem, na cidade de Bicas-MG, MG, 1990;

* Idem, em Pequeri-MG,1990;

* Conferencista na abertura do II Simpósio de História da Microrregião do Vale do Paraibuna, realizada em Juiz de Fora-MG, entre 22 e 26 de abril de 1994;

* Criador, em parceria com o Dr. Wilson Veado, do brasão de Vespasiano-MG;

* Membro da Comissão do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro para as Comemorações do IV Centenário de falecimento do Padre José de Anchieta.

            É também:     

* Sócio correspondente do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba.

* Sócio efetivo nº 98 da Associação Brasileira de Pesquisadores de História e Genealogia.

* Sócio efetivo da Arcádia de Minas Gerais.

* Sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do Rio de Janeiro.

* Sócio fundador do Instituto Histórico e Geográfico de Sabará – MG.

* Sócio correspondente do Instituto Histórico e Geográfico de Alagoas.

* Sócio correspondente nacional do Instituto Histórico e Geográfi­co de São Paulo.

* Sócio correspondente da Academia Itajubense de História, Itajubá-MG.

* Sócio-fundador do Instituto Histórico e Geográfico do Alto Rio das Velhas, Nova Lima-MG.

* Sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Geografia.

* Sócio do Instituto de Estudos Vale-paraibanos.

* Sócio-fundador e 1º Vice-presidente da SOAMAR  –  Sociedade de Amigos da Marinha de Belo Horizonte-MG.

* Membro titular da Academia de Letras Municipais do Brasil.

* Juntamente com Syllas Agostinho Ferreira (falecido) e Jorge Lasmar, apoiou a criação e tem atuado com o também confrade Tarcísio José Martins, no site mgquilombo, dedicado a professores e alunos de primeiro e segundo graus, com vistas à divulgação de pesquisas históricas voltadas à inclusão da participação do negro na historiografia e no ensino de Minas Gerais.

Vida Maçônica

Membro efetivo do Supremo Conclave do Brasil para o Rito Brasileiro, no Rio de Janeiro.

Livros e Publicações

Trabalhos publicados, afora artigos inseridos nos jornais  ESTADO DE MINAS e MINAS GERAIS, de Belo Horizonte; O MAR DE ESPANHA, de Mar de Espanha; VOZ DE SÃO JOÃO, de São João Nepomuceno; O RENOVADOR, de Além Paraíba, entre 1957 e 1995:

* MERGULHO No PASSADO, guia turístico de Ouro Preto, 1959, Editado pela Cia. de Seguros Minas Brasil; 2ª edição em 1998;

* ROTEIRO DE OURO PRETO – 3ª viagem, editado pelo Departamento de Estudos da Escola Superior de Guerra,1959;

* NAVEGAÇÃO No RIO DAS VELHAS, in Revista de História e Me, Belo Horizonte, n° 1, de 1963;

* O TEATRO DE OURO PRETO, in Revista de História e Arte, Belo Horizonte, nº 2, de 1963;

* RETALHOS DA HISTÓRIA DE MAR DE ESPANHA, in Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, Volume XV;

* O BISPADO DO RIO DE JANEIRO EM TERRITÓRIO MINEIRO, in Revista de História e Arte, nºs 3 e 4, de 1963;

* ALÉM PARAÍBA E CHIADOR, in Revista do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais, volume XXI;

* OS SERTÕES DE LESTE – Achegas para a História da  Zona da Mata, Imprensa oficial, Belo Horizonte, 1987; 2ª Edição em 1999;

* A ZONA DA MATA ESQUECIDA, in Revista n° 12 do Instituto Histórico e Geográfico de juiz de Fora, 1994;

* FRANCISCO DE ASSIS MANSO DA COSTA REIS, in Revista n° 30, volume 9, da Polícia Militar de Minas Gerais;

* MERGULHO No PASSADO, in CONVERGÊNCIA, Revista da Academia de Letras do Triângulo Mineiro, n° 9, Uberaba, MG;

* OURO PRETO – Metropolis of the Centuries (Revista de Hotelaria);

* Prefácio livro “DO LITORAL À VARGEM GRANDE”, de Euclides Pereira Cintra, Mazza Edições, Belo Horizonte, 1995;

* Prefácio do livro “O CAMINHO NOVO – ESPINHA DORSAL DE MINAS”, inédito de Wilson de Lima Bastos, Juiz de Fora;

* Coautor do Ensaio histórico sobre o Grande Oriente do Estado de Minas Gerais;

Condecorações e Homenagens Recebidas

* Medalha João Pinheiro, em 1960.

* Medalha de Honra da Inconfidência, em 1979.

* Medalha alusiva aos 250 anos de Minas Novas-MG

* Grande Medalha da Inconfidência, em 1992.

* Medalha de Ouro Santos Dumont, em 1992.

* Colar comemorativo do Sesquicentenário da Revolução Liberal de 1842, pela Polícia Militar do Estado de São Paulo.

* Medalha e miniatura de placa comemorativa do centenário de nascimento de Demerval Pimenta.

* Cordão comemorativo do 40º aniversário de fundação do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba-SP.

* Medalha cultural ALUÍSIO DE ALMEIDA, concedida pelo Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba-SP.

* Diploma da Fundação Presidente Antônio Carlos, de Barbacena-MG, pela participação nas solenidades comemorativos do Sesquicentenário da Revolução Liberal de 1842.

* Diploma de Gratidão do Instituto Histórico, Geográfico e Genealógico de Sorocaba-SP, pela participação no ano do Sesquicentenário da Revolução Liberal de 1842.

* Medalha da Ordem dos Cavaleiros da Inconfidência Mineiro – ouro.

* Diploma de Continuador das Lutas Liberais de 1842, expedido pela Fundação Municipal de Cultura de Barbacena-MG, em 10 de junho de 1993.

* Medalha 1º Centenário de Belo Horizonte-MG (nº

 282, sob o protocolo do Palácio da Liberdade), em 09 de outubro de 1998.

* Medalha SOAMAR, da Marinha de Guerra do Brasil.

* Colar Dom Pedro I, instituído pelo Governo do Estado de São Paulo – Dec. Nº 52.887 de 29 de outubro de 1971.

* Comenda da Ordem de São João da Fortaleza.

* Colar da Cruz do Alvarenga e dos Heróis Anônimos – Dec. Nº 46.718, de 25 de abril de 2002, do Governo do Estado de São Paulo, IHGG de Sorocaba-SP.

* Medalha Loja Maçônica Moreira Sampaio.

* Medalha Cavaleiro da Ordem da Concórdia.

* Medalha Gonçalves Ledo.

            * Emérito do Supremo Conselho do Grau 33 para a República Federativa do Brasil.